novembro 29, 2021
  • novembro 29, 2021
Novidades

artigos

CAPA – 8ª edição – Artigo: “O cais como metáfora de transposição da finitude em “Campo de Areia” de Léo Cote” – Daúde Nossi Amade

por no fevereiro 25, 2021 0

O cais como metáfora de transposição da finitude em “Campo de Areia” de Léo Cote Daúde Nossi Amade “Só há verdade possível sob a condição de uma travessia do lugar da verdade como lugar nulo, abandonado, desértico. Toda verdade corre o risco de que só haja o lugar indiferente, a areia, a chuva, o...

Leia Mais

8ª edição – Artigo: “Para além de Alencar e Rachel: a obra de Moreira Campos no seio da literatura cearense” – Juliane Elesbão

por no fevereiro 25, 2021 0

Para além de Alencar e Rachel: a obra de Moreira Campos no seio da literatura cearense Juliane Elesbão No seio da Literatura Cearense, destacam-se nomes como José de Alencar (1829-1877), Adolfo Caminha (1867-1897), Patativa do Assaré (1909-2002), Rachel de Queiroz (1910-2003), Ana Miranda (1951), Socorro Acioli (1975-), Tércia Montenegro (1976-), entre outros. Segundo o...

Leia Mais

8ª edição – Artigo: “Sociedade Musical Fluminense (1917-1920)” – Rui Aniceto

por no fevereiro 25, 2021 0

Sociedade Musical Fluminense (1917-1920) Rui Aniceto Muitos saudosistas dos tempos de outrora mencionam a Lira Santa Cecília como uma instituição de relevo no cenário cultural local. Sua orquestra, regida pelo maestro Dudu, marcou época participando de retretas e dos mais diversos eventos do município entre os anos 1930 e 1960. No entanto, antes dela,...

Leia Mais

8ª edição – Artigo: “Dom Sebastião, rei do Brasil” – Lívia Jacob

por no fevereiro 25, 2021 0

Dom Sebastião, rei do Brasil No Brasil, como em Portugal, o rei que desapareceu no Marrocos virou literatura. Mas só na antiga colônia Sebastião se coroou imperador do “Quinto Império”. Por Lívia Penedo Jacob, doutora em Teoria da Literatura e Literatura Comparada (UERJ). “Ê rei, rei Sebastião, se desencantar Lençóis, vai abaixo o Maranhão”....

Leia Mais

7ª edição – Artigo: “A FORÇA DE ATUAÇÃO DO COTIDIANO NA PROSA CLARICEANA: UMA LEITURA DO CONTO “AMOR” – por Juliane Elesbão

por no dezembro 24, 2020 0

A FORÇA DE ATUAÇÃO DO COTIDIANO NA PROSA CLARICEANA: UMA LEITURA DO CONTO “AMOR” Juliane Elesbão Falar sobre a escritura de Clarice Lispector, sobretudo no mês e ano de seu centenário, é deparar com um universo de reflexões complexas, de recorrentes epifanias, de significados densos e emaranhados entre si; é lidar com uma tessitura...

Leia Mais

7ª edição – Artigo: “Clarice nos ajuda a lembrar dos problemas da clareza…” por Lucas Salgueiro Lopes

por no dezembro 24, 2020 0

Clarice nos ajuda a lembrar dos problemas da clareza… Lucas Salgueiro Lopes “Estou sentindo uma clareza tão grande / que me anula como pessoa atual e comum: / é uma lucidez vazia, como explicar?”. Sem dúvidas, é mesmo difícil de explicar tal sentimento que Clarice Lispector descreve em seu poema “A lucidez perigosa”, de...

Leia Mais

6ª edição – Artigo: “Literatura de língua portuguesa: o hipertexto do mundo” – por Erick Bernardes

por no novembro 23, 2020 0

Literatura de língua portuguesa: o hipertexto do mundo por Erick Bernardes Sabe-se que os acessos instantâneos aos meios de informação, bem como as leituras aceleradas fomentadas por suas plataformas digitais, exemplificam muito bem certas mudanças no processo educativo e na comunicação como um todo. A quantidade de inovações concernentes às tecnologias disponíveis ao leitor...

Leia Mais

6ª edição – Artigo: “Subsídios para a história do movimento trovadoresco em São Gonçalo” – por Rui Aniceto Nascimento Fernandes

por no novembro 23, 2020 0

Subsídios para a história do movimento trovadoresco em São Gonçalo Rui Aniceto Nascimento Fernandes (UERJ) O movimento trovadoresco, no Brasil, começou a se estruturar na década de 1950, a partir das ações de Rodolfo Coelho Cavalcanti. O Cordelista e jornalista promoveu, em julho de 1955, em Salvador, o I Congresso Nacional de Trovadores e...

Leia Mais