setembro 20, 2021
  • setembro 20, 2021
Novidades
  • Home
  • Edição Atual
  • 8ª edição – Artigo: “Sociedade Musical Fluminense (1917-1920)” – Rui Aniceto

8ª edição – Artigo: “Sociedade Musical Fluminense (1917-1920)” – Rui Aniceto

By Redação no fevereiro 25, 2021
0 134 Views

Sociedade Musical Fluminense (1917-1920)
Rui Aniceto

Muitos saudosistas dos tempos de outrora mencionam a Lira Santa Cecília como uma instituição de relevo no cenário cultural local. Sua orquestra, regida pelo maestro Dudu, marcou época participando de retretas e dos mais diversos eventos do município entre os anos 1930 e 1960.
No entanto, antes dela, existiu uma outra agremiação congênere cuja memória perdeu-se no tempo. Foi a Sociedade Musical Fluminense. Esta foi fundada em 16/02/1917. As primeiras informações documentais sobre essa associação aparecem com a notícia dos festejos de seu primeiro aniversário. O jornal O Fluminense, de 14/02/1918, anunciava o convite para a realização da festa do primeiro natalício da associação. A “modesta” festa seria realizada em 16/02, quando também se daria posse à nova Diretoria. Uma outra nota informativa da posse da Diretoria, notificava os credores que deveriam apresentar notas devidas, em até oito dias, caso contrário não teriam seus créditos feitos. Assinava o convite e a notificação o secretário Ananias Pimentel de Araújo. Sua sede era na rua Coronel Moreira César, nº 34, em São Gonçalo, nas imediações da Igreja Matriz de São Gonçalo.
A nova diretoria convocava, através de uma nota assinada pelo secretário Dário Marinho, uma Assembleia Geral em 27/04/1918. No mês seguinte promoveu um leilão de prendas “oferecidas pelas famílias de S. Gonçalo”.
No ano de 1919 a Sociedade participou de vários eventos do município. Em 23/02/1919 ocorreria a inauguração da bandeira que lhe fora ofertada pela “mocidade” da Vila. O evento teria início às 12 horas e, à noite, os convidados poderiam voltar, pois lhes seria ofertado um “copo d’água”. No mês seguinte a Sociedade cedia o espaço para a realização da reunião de fundação do Grêmio Artístico e Literário. Logo depois, em 27/04, animou uma quermesse no Mutondo, ao lado do bar do Filhote, onde o maestro Humberto regeu um vasto repertório. No Grande festival do Porto da Ponte, em 04/05, a Sociedade também se integrou ao Rancho das Camélias e dos Crisântemos. Os festejos iniciariam as 15h e haveria bondes até o fim das atividades. Em setembro integrou o grupo dos “manifestantes” que surpreendeu Luiz Palmier na celebração de seu aniversário.
Sua sede, em 27/06/1920, acolheu uma palestra organizada pela Federação Espírita do Rio de Janeiro. Depois disso, só há o registro de sua participação nos festejos celebrativos do primeiro ano de exercício da chefia do executivo niteroiense por Manoel Ribeiro de Almeida. É possível que a Sociedade Musical Fluminense e o Grêmio Artístico e Literário tenham se fundido. As matérias que registram as atividades do Grêmio sempre informam que as conferências e apresentações eram seguidas de um baile. A música era, como ainda é, um elemento valorizado e que compunha um dos elementos do povo gonçalense.
Inúmeras outras associações e sociedades recreativas existiram nas freguesias que depois compuseram a freguesia de São Gonçalo, entre a virada do século XIX para o XX. Seu inventário é importante registro do movimento associativo e da vida cultural local, especialmente quando o discurso de uma cidade sem passado invisibiliza as experiências já vivenciadas no local.

Fontes:
Sociedade Musical Fluminense e Sociedade Musical Fluminense. In: O Fluminense. Niterói, Ano 41, nº 10510. 14/02/1918. p. 3.
Sociedade Musical Fluminense. In: O Fluminense. Niterói, Ano 41, nº 10581. 27/04/1918. p. 3.
S. Gonçalo. In: O Fluminense. Niterói, Ano 41, nº 10610, 26/05/1918. p. 3.
S. Gonçalo. In: O Fluminense. Niterói, Ano 42, nº 10868, 22/02/1919. p. 3.
Grêmio Artístico e Literário Gonçalense. In: O Fluminense. Niterói, Ano 42, Nº 10885, 12/03/1919. p. 2.
São Gonçalo. In: O Fluminense. Niterói, Ano 42, nº 10901, 28/03/1919. p. 3. A mesma matéria é reproduzida na terceira página das edições seguintes dos dias 29/03/1919, 30/03/1919, 25/04/1919, e 27/04/1919.
Grande festival no Porto da Ponte em São Gonçalo. In: O Fluminense. Niterói, 04/05/1919. p. 3.
Manifestação. In: O Fluminense. Niterói, 24/09/1919.
Federação Espírita do Estado do Rio de Janeiro. Niterói, Ano 43, nº 11351, 27/06/1920. P. 2

Redação

O suplemento literário Araçá é um projeto da Revista e Editora “Entre Poetas & Poesias” e foi criado com objetivo de divulgar e propagar a arte a todos os cantos do Brasil e do mundo. Um periódico cultural que nasceu para tornar o cotidiano dos leitores mais suaves com mensagens líricas, filosóficas, entrevistas, poesias, artigos acadêmicos, debates educacionais, entre outros.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *