junho 19, 2021
  • junho 19, 2021
Novidades

5ª edição – Crônica: “Contra quem eu tenho lutado?”

By Redação no outubro 16, 2020
0 171 Views

Contra quem eu tenho lutado?

Você já teve o sentimento de estar empenhando o melhor de si nas situações, mas ainda assim simplesmente sentir que não está conseguindo absolutamente nada e tudo anda para trás? Todos nós já passamos por essa análise de comportamento pelo menos uma vez na vida.

Sentir-se impotente diante de uma situação que foge do nosso controle, como a doença de alguém querido, ou ver e sentir a dor diante da necessidade de um semelhante e não achar recursos para fazer algo que modifique de fato essa situação, é desolador.

Em pleno ano de 2020, uma era totalmente conectada virtualmente, mas desconectada de si, dos que os rodeiam, incapaz de traçar relações verdadeiras, conversar com alguém meia hora sem olhar no celular para “checar” os “amigos virtuais”, esquecendo o ser real que com você está ali para compartilhar sorrisos, tornou-se tarefa árdua.

Voltemos ao início, questionando a nós se somos bons, capazes o suficiente de realmente realizar algo e fazer com que haja um ciclo de mudanças positivas ao ponto de sermos melhores seres humanos, na vida, na família, no trabalho, nas relações. Chego à conclusão de que travamos uma luta contra nós, nossa essência e para o que fomos feitos para ser.

Fomos criados para nos relacionarmos, para vivermos em sociedade de forma coerciva, mas em algum momento nos perdemos de nós. Temos lutado contra nossa essência, uma luta em vão, pois nada irá preencher a lacuna que está sendo deixada. Nossa carência e nossa incerteza são de relações reais, de “gente como a gente” que nos faça sentir humanos, mas alguém falou em algum momento no nosso ouvido que “não conseguimos”, que “não existe”, e nós firmamos essa crença da nossa falta de potencial de amar e ser amado, de fazer o bem e ser o bem de alguém.

Por mais que nossa cabeça fale ao contrário do nosso coração e vice-versa, é justamente ali que está nossa essência: nossos reais sentimentos, a imagem e semelhança que fomos feitos para ser, como se estivéssemos diante de um espelho. Não lute contra você, lute pelos seus ideais e pela felicidade que te completa verdadeiramente. Fomos feitos para ter vida e não é qualquer vida que é uma vida abundante. Busque essa vida e lute pelas lutas certas, e não contra você.

______________________
Sobre a autora:

Olá, sou Helena Miranda Sodré Corrêa, nascida, criada e moradora da cidade de São Gonçalo-RJ, sim, sou uma autêntica “papa goiaba” com muito orgulho. Cidadã, mulher e mãe de uma pérola chamada Elisa. Tenho o prazer de ter e exercer como profissão a que escolhi desde meus 7 anos idade e jamais me desviei desse caminho: sou professora, pedagoga, com especialização em educação infantil e gestão escolar. Toda minha trajetória acadêmica e de trabalho foi dentro da educação “no chão da escola”. Atuo como funcionária estatutária da rede pública na área da educação nos municípios de São Gonçalo-RJ (como Orientadora Pedagógica da EJA) e em Niterói-RJ (na educação infantil, neste momento como gestora), ou seja, nas duas pontas da educação básica. Meu objetivo é propor assuntos diversos como: arte, educação, cultura, fatos do cotidiano, com toda a complexidade pertinente a essa nossa condição humana, nossos sentimentos e experiências. Um espaço para interação, diálogo e conhecimento, valorizando sempre as nossas vivências. Fica o meu convite para você fazer parte desse espaço que é NOSSO. Fraternalmente, Helena Corrêa

_____________________________

Quer receber os textos do Suplemento Araçá no WhatsApp ou no Telegram? Então, acesse nossos grupos nos links abaixo. Muita poesia, crônica, enfim muita literatura de qualidade e gratuito. Vale a pena.

Link do WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/DnuuxC0UwED5liEjqXoZg7

Link do Telegram: https://t.me/joinchat/TrCqZhkAun0FH5enV2rwgQ

Redação

O suplemento literário Araçá é um projeto da Revista e Editora “Entre Poetas & Poesias” e foi criado com objetivo de divulgar e propagar a arte a todos os cantos do Brasil e do mundo. Um periódico cultural que nasceu para tornar o cotidiano dos leitores mais suaves com mensagens líricas, filosóficas, entrevistas, poesias, artigos acadêmicos, debates educacionais, entre outros.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *